De dentro posso ver mais

De dias, de noites abundas, transbordadas de expressões

que somente o compasso das linhas permitem entender.

Não há versos, nem rimas, nem tempo

há tempos tão descompromissados de tais formalidades

de tal forma que as palavras tomam vida própria.

De toda se faz a confusão de sentidos, explosiva, eloqüente

que precisam ser ditas

como em um momento preciso

como num poema, num texto

num verso sem rima

numa canção sem som

que apenas precisa de um escape, de uma desculpa

de uma direção qualquer

que seja…

para que se atente

se alente

se sente

se invente

e se aquiete no escuro desse coração agora

tão destemido

tão renovado

tão meu.

Nada será como antes.

Limpeza emocional periódica necessária.

*Leli

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: