Words like violence

Foto: Ellen Barboza - Barcas Rio/Paquetá RJ

Entrando em mais um paradoxo da vida, espero em breve começar a escrever textos mais produtivos, sobre assuntos diversos, mas não apenas sobre sentimentos “engasgados” em mim.

Hoje escrevo à “Deus-dará”, sem versos, sem rimas, sem temas, sei lá.

Há tempos venho pensando sobre a minha própria vida, já retratada em textos postados no meu esquecido fotolog. Engraçado, parece mesmo que eu nunca vou chegar a nenhuma conclusão. Dia desses observava a minha sobrinha brincando com bonecas que já foram minhas. Fico imaginando o dia em que ela acordar desse mundo infantil e ver que a coisa é bem pior do que ela imaginava.

Para quem lê assim, deve pensar que eu não deveria ver as coisas dessa maneira, que um dia todo mundo cresce. Sim, concordo. Mas meu descontentamento com o mundo atual, com as pessoas que me cercam é visível e incontroverso.   Parece hoje que meus dias passam por passar, e eu fico apenas esperando que a semana chegue ao fim, sem nada interessante. Por mais que eu busque coisas boas, é difícil viver em um mundo onde você não acredita mais em ninguém… parece que todos mentem sempre, dissimulam, cogitam, agem somente em favor de si mesmo. Parece não, são todos assim. Somos todos assim.  

Gostaria de poder voltar a enxergar a vida como eu fazia há uns 6/7 anos atrás. Com mais boas expectativas, mais alegria, mais esperança. Não consigo mais. Quando falo do poder das palavras, acredito mesmo que o efeito de cada pronúncia se procrastine pelo tempo… gerando efeitos, bons ou ruins, na vida da gente.   Quantas vezes você já se arrependeu de ter dito alguma coisa? Quantas vezes você já se vangloriou por achar ter dito as palavras na hora certa?

Quantas vezes você se arrependeu de simplesmente não ter dito nada? E quantas vezes suas palavras já fizeram a diferença na vida de alguém?  

Acredito sempre, vendo por mim mesma, que tudo o que me foi dito ou o que eu disse eu carrego comigo e isso tem sempre efeito direto nas minhas ações, sejam elas por defesa, sejam elas feitas para tentar buscar essa visão de felicidade que eu perco a cada dia que passa. Contudo, tentando usar de uma sinceridade que as pessoas hoje em dia simplesmente descartam.  

Anda tudo muito “descartável”, “substituível”, sem valor.  

Apesar dessa força da pronúncia, o pior de tudo é quando fala-se por falar. Palavras ao vento… um dia voltam para você. Acho que ninguém deve esquecer isso.  

Desabafo maior, de tudo e de todos… só quero meu sorriso de volta, só isso.  

E que ele seja sincero,  

Amém.  

Nada será como antes    

Words are very unnecessary, they can only do harm.  

 *Leli

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Leandro José
    jun 30, 2010 @ 00:36:45

    Eu me identifico com algumas coisas que vc falou mesmo que o caminho que me leva a isso seja bem diferente do seu.

    Essa parte principalmente:”Parece hoje que meus dias passam por passar, e eu fico apenas esperando que a semana chegue ao fim, sem nada interessante.”

    Em todo caso, boa sorte ai com as suas coisas.

    p.s: Gostei dessa foto.

    Responder

  2. Candé
    jul 05, 2010 @ 12:35:43

    Vida é frustração. A maturidade permite entender o outro com mais complexidade.

    Mas não se esqueça de se armar para não ser rendida pela surpresa.

    Responder

  3. Mariana
    jul 09, 2010 @ 09:42:16

    Não pude deixar de comentar.
    Parece que algumas linhas acima são minhas. Posso entender perfeitamente esse sentimento que você descreve muito bem. Eu to muito desacreditada depois de tudo que passei agora pouco.

    Concordo com as palavras de Candé.

    Um abraço,
    M.G.N

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: