Afternoon.

Ao som do vento me ouvia cantar em partes por dentro.

E se aqueles cabelos tivessem voz, eles se afinariam com notas de liberdade

que a melodia pelos ares trazia à mim

 

De partes eufóricas

no fundo

mesmo a melodia mais cortante

só ouviria pássaros em tom de borboletas

 

E se aqueles braços tivessem um nome, eles seriam “nó-sem-fim”

daqueles que não se desatam por si e ainda assim permanecem livres

 

Uma voz leve vinha-me suave em forma de conforto

e descobri que na verdade aquilo tinha um outro nome:

era a tal Felicidade

 

Naquelas mãos eu poderia saber que em um mundo de ‘sós’ nem sempre se é sozinho

e naqueles abraços foi onde me perdi de vez…

 

Nunca fui mesmo de remar contra a maré

por quanto longe o mar me leve

para ainda perto de quem traz os presentes mais lindos

em formas de sorrisos de um amar mais doce  que a própria imaginação.

 

(…)

Eu poderia correr naquelas areias como se não houvesse final…

Mas é que no fundo não há mesmo.  :)

 

Nada será como antes

“..maybe on a moody monday or on a sunny sunday afternoon…”

*Leli 

 

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Rodrigo Pinheiro Rodrigues
    jan 24, 2012 @ 01:38:38

    Muito bom.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: