Madrugada.

Image

Há um tempo o tempo brinca de tempo comigo.

Ensaios contados, disfarço um sorriso e acho que um dia cairão dos céus explicações dessa vida sem horas.

Talvez nem em mil anos… que tempo infinito!

 

De tempos em tempos o tempo brinca de ser sério comigo.

Aflora-se aflito e eu? Dou mais uma chance.  O tempo  permite  enganar-se mais de uma vez.

Do tempo que o tempo se dá ao tempo:  -“queria ter pernas de antílope e punhos de aço, mãe!”

Uma pena… aos 15 anos esqueci-me dessa frase em um descompasso rebelde.

Tentei espalhar aos quatro cantos ser mero dissabor, mas… ir embora sem aviso tem charme maior.

 

Dei tempo ao tempo para fazer tempo em todo o tempo do mundo.

Ansiosa a espera fez a vida ser menos amarga, só que  o doce acabou.

 

E agora?

 

Ora, deixe o tempo passar por aqui quantas vezes quiser!

Vou ficar de pé e manter a caminhada com a mesma poeria no rosto

do vento em tempos

e até.

 

Nada Será Como antes

Au revoir.

Leli.

11 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Felix Pulkkonen
    maio 02, 2012 @ 04:34:49

    Leli, is everything ok with you?

    Responder

  2. Felix Pulkkonen
    maio 02, 2012 @ 04:35:31

    I’m not sure if i correctly understood the post…

    Responder

  3. Fernando Dornellas
    maio 02, 2012 @ 09:13:05

    Por mais que sumam as horas do nosso tempo, o importante é marcar a existência com nossa passagem… continue assim! ;^)
    E sabe oq? Quando a gente se encontrar de novo, o tempo vai ter sumido mais ainda!!! xD rsrs
    Au revoir!

    OBS¹: pro texto rsrs
    OBS²: Não sabia se era pra comentar, mas comentei assim mesmo! xD rsrs

    Responder

  4. Ana
    maio 03, 2012 @ 13:33:34

    Andei chorando de sdd dessa minha amiga.😛
    Lindo isso! “Vou ficar de pé e manter a caminhada com a mesma poeria no rosto /
    do vento em tempos / e até.”

    Responder

  5. Frederico Latrão
    maio 08, 2012 @ 22:28:17

    O tempo só passa porque não tem nada melhor para fazer. ^^
    Beijos!

    Responder

  6. dacarpe
    jun 20, 2012 @ 22:19:08

    E eis que o tempo passou. E como Einstein dizia, também o espaço. E a distância fez o poema ser outro.

    Qto tempo não passava por aqui. Aliás, quanto tempo eu nem seuqer me preocupava com escrita.

    Bjk
    Ficou lindo, como sempre.

    Responder

  7. Iris Duarte
    set 13, 2012 @ 17:15:35

    Queremos poemas novos🙂

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: